Resultados do Reconhecimento Internacional Acampa 2021

Acampa pela paz e o direito a refúgio

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra do Brasil, NST e o histórico ativista Nicanor Acosta foram os mais votados no I Reconhecimento Internacional para a Defesa dos Direitos Humanos.

Os votos em cada uma das duas categorias – internacional e galego – foram secretos, verificáveis e abertos não só às pessoas associadas ao movimento Acampa, mas também ao público, que decidiu que o MST brasileiro, com 22,73% dos votos, e a ativista de A Coruña Nicanor Acosta, com 53,49%, foram os primeiros a receber o Reconhecimento Acampa, que toma a forma de uma escultura alegórica da artista plástica Pilar Subías.

Qualquer um dos candidatos apresentados merecia, naturalmente, nosso aplauso coletivo por seu trabalho e seu trabalho na tecelagem de uma sociedade mais justa e humana. Mas os votos das organizações, dos indivíduos associados à rede e da cidadania impressa com Acampa escolheram o MST e Nicanor Acosta.

I Reconhecimento Internacional para a Defesa dos Direitos Humanos

Acampa 2021

O MST é um dos movimentos sociais mais poderosos da América Latina. Desde 1984, vem defendendo o acesso dos brasileiros à terra, como consagrado na Constituição Federal e na Reforma Agrária não cumprida, promovendo ocupações pacíficas e promovendo estruturas cívicas e sociais funcionais em seus acampamentos em todo o país, onde vivem centenas de milhares de pessoas.

Confiamos que, se a realidade pandêmica o permitir, será seu Secretário Geral, João Pedro Stedile, que recolherá o reconhecimento em A Coruña durante a celebração do V Encontro Internacional Acampa por la Paz y el Derecho a Refugio, a ser realizado nos dias 9, 10 e 11 de setembro.

I Reconhecimento Local (Galiza) para a Defesa dos Direitos Humanos

Acampa 2021

Nicanor Acosta é uma presença diária em todas as causas justas que tomam as ruas da Coruña e da Galiza. A voz do ativista Nicanor Acosta – 82 anos de idade – está sempre por trás do alto-falante da reivindicação em favor dos mais desfavorecidos.

Militante anti-Franco, ele é a força motriz das Festas pela Diversidade Cultural no bairro de Agra del Orzán, do Fórum Galego da Imigração e da primeira e segunda Marcha Mundial pela Paz e Não-Violência (2009-2010).

Ela acampou no movimento dos 15 M e liderou suas demonstrações. Ele participou da Stop Evictions e organizou as pessoas afetadas pela fraude da dívida preferencial. Ele também é o fundador da associação Fórum Própolis, cujas instalações estão sempre disponíveis para as reuniões de muitos movimentos sociais, e onde ele freqüentemente agenda mesas redondas sobre as mais diversas questões atuais.

Nicanor Acosta participa da vanguarda Obrera, da Acampa por la Paz e de muitas outras causas.

Do movimento Acampa, estamos satisfeitos com o resultado. O objetivo do reconhecimento, de valorizar a necessidade de defender os Direitos Humanos, destacando o trabalho de organizações ou pessoas que são referências neste campo e que são um exemplo para toda a sociedade, é mais do que cumprido com os resultados da votação.

Deixamos aqui, em dois donuts, os resultados alcançados por cada uma das candidaturas que concorreram para nosso I Reconhecimento Internacional Acampa por la Paz y el Derecho a Refugio:

 

A peça escultórica que dá forma ao Reconhecimento foi criada para esta iniciativa pela artista Pilar Subías, a quem agradecemos publicamente a doação e a cessão dos direitos de uso dos mesmos.